Inventário Florístico

O Inventário Florístico é um documento técnico cujo objetivo é identificar as espécies incidentes em determinada região geográfica.

Sua importância remete a uma etapa de caracterização e conhecimento do ecossistema, na qual será implantado o empreendimento, pois, fornece informações básicas aos estudos biológicos conseguintes.

O inventário florístico deverá abarcar uma amostra que represente, adequadamente, a totalidade da área alvo do estudo ambiental.

De acordo com a Resolução CONAMA nº 237, o inventário florístico deve ser realizado em caso de construção de barragens, rodovias e empreendimentos imobiliários.

Elaboração do Inventário Florístico  

A elaboração de um inventário florístico deve seguir critérios metodológicos adequados, de modo a constituir um documento eficiente e factível que produza dados úteis ao projeto.

Caso ocorram falhas durante a coleta de dados ou caso os dados sejam coletados de forma inconsistente, poderão ocorrer prejuízos incontornáveis às espécies e ao meio ambiente.

Assim sendo, recomenda-se que ao longo do programa de monitoramento da flora local sejam avaliados os impactos diretos e indiretos do empreendimento sobre o meio ambiente, além do acompanhamento de eventuais modificações durante o desenvolvimento do projeto.

Em geral, o método empregado na elaboração do inventário florístico percorre as seguintes etapas:

  • Reconhecimento dos tipos de vegetação (fitofisionomias);
  • Elaboração da lista de espécies;
  • Análise dos dados: descrição da vegetação, avaliação do estado de conservação, análise da lista de espécies, famílias de maior ocorrência.